top of page

Produzir Licores e Bebidas Mistas é uma oportunidade de profissionalização e inovação

Escrito pela Dra. Aline Bortoletto


Se você produz licores e bebidas mistas ou está interessado em entender como poderá criar bebidas especiais e únicas, esse artigo é para você!


Bebidas mistas são as categorias que mais crescem no mundo devido às diversidades e oportunidades de criação de produtos novos no mercado e que atingem públicos cada vez maiores e mais diversos.



CRIAÇÃO E INOVAÇÃO


A produção de licores e bebidas mistas é uma grande oportunidade de empreendimento em uma área de múltiplas possibilidades interessantes que levam à inovação e criação de sabores únicos e especiais. Para isso, devemos entender mais sobre alguns pontos chaves para o sucesso do produto no mercado:



MATÉRIAS-PRIMAS E INGREDIENTES


A escolha das matérias-primas, sendo essas frutas, ervas ou especiarias, extratos e/ou essências é o principal ponto de partida para a combinação de aromas e sabores que se complementam e participam do perfil sensorial da bebida.


Dica: prefira sempre matérias-primas que conferem estabilidade ao produto, que sejam fornecidas por pelo menos 2 empresas diferentes e que seus resíduos sejam removidos facilmente do processo sem causar turvações ou partículas em suspensão.


ÁLCOOL BASE


O álcool base pode ser uma bebida ou álcool neutro e suas combinações. Muitos produtores no Brasil optam pelo uso de cachaça ou vodca (álcool neutro) em preparações que podem ter desde 0,5 a 54% de álcool no caso de bebidas mistas.


A principal função do álcool ou bebida alcoólica é a extração de componentes ativos das matérias-primas durante o processo de maceração. Neste sentido, a graduação alcoólica aplicada no processo de extração de aromas e sabores é essencial para a qualidade sensorial da bebida e as classes de componentes a serem extraídas e recolhidas no líquido macerado.


O álcool ou bebida alcoólica também participará da característica da bebida, sendo neutra ou contendo congêneres que podem remeter à destilados ou fermentados específicos.

Dica: para escolher seu álcool base e graduação utilizada, faça testes que diferenciem os processos de extração e observe qual melhor resultado obtido. Quanto maior o grau alcoólico do destilado ou bebida a ser utilizado (a), maior a complexidade aromática extraída (existe um limite para cada matéria-prima). Porém, se utilizar vegetais ou primas que contenham resinas, o grau alcoólico poderá ser responsável por extrair amargor para a bebida final.


COMO ADOÇAR SUA BEBIDA FINAL?


O açúcar é um dos protagonistas dando dulçor à maioria dos produtos e podendo ser de diversas origens e tipos (açucar cristal, refinado, liquido, invertido, xarope de maltose, frutose, glicose, entre outros). As possibilidades são também aplicadas com teores de acúcar baixos, médios e elevados, caracterizando produtos bem adocicados ou pouco doces (no caso de licores secos ou bebidas de baixo teor de açúcar).


Mas atenção, nem todo tipo de açúcar é ideal para toda formulação!


Dica: Prefira açúcar líquido ou invertido de alta qualidade. Muitos açucares de baixa qualidade e baixo preço são contaminados com dextranas e causam problemas de turvações ou floco alcoólico na bebida final, mesmo após filtração e envase.

Não use edulcorantes artificiais! Adoçantes dietéticos não são permitidos para uso em bebidas alcoólicas.



COMO ESTABILIZAR A BEBIDA E AUMENTAR A VIDA ÚTIL?


Há diversas formas para estabilizar a bebida mista ou o licor e aumentar a validade do produto. Em geral, o uso de tecnologias de processamento e conservantes/aditivos são necessários para garantir um produto estável por mais tempo e evitar problemas na vida de prateleira.


DICA: Estude e entenda a legislação vigente para que seu produto tenha maior pontencial de sucesso sensorial e de estabilidade de mercado. Muitos produtores criam bebidas sensacionais, mas pecam na hora de profissionalizar e industrializar em larga escala.



PARA ENTENDER MELHOR, VENHA FAZER PARTE DA PRÓXIMA TURMA DO CURSO DE PRODUÇÃO DE LICORES E BEBIDAS MISTAS.








116 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page